Domingo, 24 de Junho de 2007

Entrevista com "AZIA"!!

Azia: Punk e irreverência

Escrito por Hugo Pereira   

22-Jun-2007


A banda barcelense Azia nasceu em fins de 2003, embora o vocalista e guitarrista Pedro Silva e o baixista Filipe Brito já tocassem juntos há cerca de 2 anos com nomes como Dissidentes ou Religião Imoral. Com Fábio na bateria e Márcio Costa na guitarra gravam em Janeiro de 2004, no Estúdio Oops! em Barcelos, com Mariano Dias, a maqueta “OLÁ!”. Depois da saída de Fábio e a entrada de Valter Araújo para a bateria, regressaram este ano ao estúdio para gravar o seu primeiro EP.
Pedro Silva, em conversa com o NeoCassis, revela-nos mais sobre a irreverência e identidade deste projecto barcelense.



Como surgiu este projecto?

Pedro Silva – Somos um grupo de jovens que além de partilhar uma relação de amizade, partilhamos o mesmo gosto musical. Fazemos tudo espontaneamente. Tocamos punk pois é o que ouvíamos.

Quais as vossas influencias?

Pedro Silva – Bandas como os Sex Pistols, Ramones, Nirvana, Green Day, Peste e Sida, e outras marcaram a nossa aproximação à música. Fazemos o que gostamos. O punk é um movimento de espontaneidade e essa será a principal característica dos Azia. Apesar das nossas influências, Azia tem e terá a sua identidade própria produto das pessoas que constituem este projecto.

Essa espontaneidade reflecte-se nos temas…

Pedro Silva – Exactamente. As nossas letras reflectem vivências do dia a dia. Questões como o desemprego e os diversos problemas sociais que experimentamos são fonte de inspiração para as nossas músicas. Músicas como “Zé Canibal” e “Toureiro”, entre outras, reflectem bem essa nossa preocupação, de forma crua e directa.

Assim se explica o nome “Azia”?

Pedro Silva – O nome surge da nossa tentativa de mostrar as coisas como elas são, e, muitas das vezes, quando certos assuntos são abordados de forma directa isso cria azia para muitas pessoas. É o nosso caminho. Sempre dissemos o que temos a dizer, muitas vezes provocando propositadamente as consciências mais sensíveis.

Cantam em português. Porquê?

Pedro Silva – Português é a nossa língua. Essa questão seria mais pertinente em relação ás bandas que cantam em inglês. As letras partem do nosso imaginário e pensamos em português. Penso e vivo em português portanto não faria sentido expressar-me noutra língua. É também o reflexo das influências musicais que temos, em que a intervenção e crítica social desempenham um papel de relevo.

Sentes que Barcelos recebe bem os “projectos da casa”?

Pedro Silva – Existem ainda muitas mentalidades tacanhas. Sinto que o publico barcelense é muito mais critico ás bandas barcelenses, que a outros projectos que porventura toquem em Barcelos. A sensação que se cria é que tocando em Barcelos não se anda para a frente.

Concordas com as críticas que outras bandas já fizeram sobre a falta de espaços para divulgação?

Pedro Silva – Faz falta em Barcelos um espaço que sirva de encontro e divulgação de diferentes projectos artísticos. Espero que o Teatro Gil Vicente venha suprimir essa lacuna. Mas não é apenas a tocar em Barcelos que as bandas barcelenses vão conseguir um papel de relevo no panorama nacional. Eventos como o Subscuta e os concertos da associação Zoom vieram realmente fornecer uma maior actividade cultural e a possibilidade de assistirmos a diferentes projectos das mais diversas influencias e origens, o que contribui também para uma maior maturidade dos projectos barcelenses.

Planos para o futuro?

Pedro Silva – Gravamos um EP e estamos agora a tratar dos últimos pormenores para a edição. Mas os temas já podem ser ouvidos no nosso myspace. De momento continuamos a ensaiar e a prepararmo-nos para futuros concertos e sempre a fazer aquilo que gostamos e que nos dá prazer.

   

www.myspace.com/aziapunkbcl

Entrevista

tags:

publicado por Ed Punk&Destroy às 12:29
link do post | comentar | favorito
|

•quem sou?


ver perfil

seguir perfil

. 4 seguidores

•pesquisar

 

•Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


•posts recentes

Até um dia!!!!!

Punk & Destroy (Venda de ...

Frágil é o convidado do B...

Festival Efeito Borboleta...

agenda...

armazem do chã!!!!

party!!!!

ROBERT NESTA MARLEY!

Sizo no armazem...

Allnighter!!!

agenda dia 8 janeiro...

Agenda!!!

João Filipe + Gustavo Cos...

Dezembro 2009.

Legendary Tigerman

•últ. comentários

meus caros,Sobre a génese do punk em Portugal, do ...
https://www.facebook.com/SIStema.drunk.punx
Pelos posts que tenho lido aqui no teu blogue, rep...
Ok mas aprende a escrever.
Since Aniston debuted this style as the character ...

•favoritos

A MINHA HISTÓRIA COM G.G....

Mata - Ratos, entrevista ...

Entrevista com Alison Ben...

Entrevista com U.S. BOMBS

Renegados de Boliqueima

Punk no Porto

“A CANNABIS não é uma dro...

Sex Pistols

Sin Dios

TMV Invasor Zim - Papai N...

•tags

todas as tags